fotologia

Fotologia 018 – Como entrar no mercado de fotografia?

  • CONVIDADO

4 de março de 2016

Como entrar no mercado de foto? Hoje o Fotologia fala sobre essa pergunta primordial, que é a mais vista em nossos canais de contato. Dessa vez convidamos o fotógrafo Allan Elly para falar sobre como começar na carreira, o que estudar, com que equipamento começar, como buscar os primeiros trabalhos e muito mais. Programa recheado de boas dicas e reflexões. Ouve aí!

O FOTOLOGIA VEM ATÉ VOCÊ COM APOIO DE:

Indimagem S2

LINKS IMPORTANTES DO EPISÓDIO:

PRÊMIO INDIMAGEM FOTOLOGIA: Tema – Olhar 43

Última semana! Envie suas fotos para nosso e-mail contato@fotologia.net e concorra a um Fotolivro Premium da Indimagem e um like do Fotologia. =)

ADICIONE NOSSO FEED: 

http://www.fotologia.net/feed/podcast

SUGESTÕES, CRÍTICAS E DÚVIDAS:

contato@fotologia.net

Whats: (54) 9166-1840

DURAÇÃO: 76 min

EDITOR: Leonardo Amaro (Aerolitos.com.br)

INFORMAÇÕES:
Assine no seu celular e receba os episódios automaticamente ou aperte o botão PLAY abaixo para ouvir esse programa. Você também pode fazer download do arquivo no formato MP3 clicando em BAIXAR abaixo do player (clique com o botão direito do mouse no link e escolha a opção Salvar Destino Como). Mais abaixo também existem opções para assinar em iPhones e Androids.

  • zulkben

    1. caras eu amo opiniões, e as polêmicas eu gosto mais ainda! Desculpa se todos os meus textos são meios grandes, mais N sei falar pouco, nao sei se vcs gostam de ter comentários tão grandes, se N gostam me dê um toq aí que me calo, pois cada podcast de vcs eu tenho vontade de escrever algo tão grande assim, mais N quero bagunçar tanto o negócio kkkkkk! Primeiro um mini resumo de quem eu sou, virei fotografo a 10 anos, a 7 vivo de fotografia, hoje tenho um Studio bem completo e um dos maiores de minha região. e Sou muito (doente) perfeccionista, a ponto de criar meu próprio minilab pra imprimir minhas fotos, ter minha própria Encadernacao p fazer meus livros, criar minha própria escola de fotografia pra orientar os novos amigos por um caminho mais rápido, ético, seguro e rentável p melhorar cada vez mais nossa classe de Fotografos e elevar o nível principalmente da região! Pra saber mais, Instagram: @zulk! Deixando de enrolação , e falando Sobre esse tema de entrar no mercado, eis o que eu penso: eu sinceramente acho q conhecimento eh tudo! Acho q como praticamente qualquer negócio no mundo (com exceção do mercado fotográfico e o dos fornecedores de festa em geral), antes de entrar no negócio você tem que investir muito, seja dinheiro ou principalmente TEMPO, de planejamento, estudo e treino! Cada vez mais eu vejo o povo sem paciência, ninguém quer “perder tempo” muita gente aprende o básico do básico, seja em curso ou sozinho, mais sem nadinha de experiência e já quer ser O fotógrafo! Embora a maioria não ache, eu acho q a profissão fotografo eh algo muito arriscado, a final estamos lidando com os sonhos das pessoas nos momentos mais importante da vida delas! Se pensarmos bem, um pessoa normal geralmente contrata um fotógrafo em média de uma a 3 vezes na vida, ou seja, na maioria dos casos em eventos realmente imprescindíveis de sua vida! E você frustrar um momento desses de uma pessoa dessas acho quase um crime! Eu recebo várias pessoas, nos meus curso particulares principalmente, dizendo assim: se eu começar hj, em quanto tempo eu posso ser um FOTÓGRAFO? No caso pra fazer um casamento do jeito q tem q ser feito? Geralmente eu digo uns dois anos! E o povo da um pulo, geralmente querendo esse resultado em 1 mês! Meus cursos são todos intensivos, geralmente duram um fim de semana entre 8 a 16 horas! E a grande maioria chega a fazer no máximo dois cursos de 20 que ofereço! Ou seja, o básico de fotografia, e o básico de flash! Muitos podem pensar que esse meu discurso é de quem quer vender muitos cursos e fica rico c minha escola, mais não tem nada haver, até por que meus cursos N são regulares e só eu mesmo dou aula. O que eu quero é q realmente as pessoas sejam melhores! Pra mim o fotógrafo profissional não eh simplesmente o cara que sabe fotografar bem! No dia que você vira um bom fotógrafo N significa q você só com isso já estava preparado pra prestar UM SERVIÇO E COBRAR BEM POR ISSO! Fazendo uma pequena comparação, um cara no primeiro ano de fisioterapia que fez um curso de fim de semana de massagem e virou mestre na arte, não pode ao meu ver sair por aí dizendo que eh fisioterapeuta! Acho q o fotógrafo pra se chamar de profissional e oferecer seus serviços, primeiro tem que ter certa bagagem e experiência, tem que ter planos de negócios, estratégias e várias outras coisas que chamo simplesmente de estrutura! Não falo de estrutura física ou ponto comercial! Estrutura eh o negocio inteiro já está planejado, da estratégia do atendimento, ao fluxo de trabalho, a publicidade, ao lucro e despesas, e um monte de coisas mais (lógico que não precisar ser o plano final e mais perfeito do mundo, pois isso a gente via melhorando com o tempo, mais tem que ter feito pelo menos a versão 1.0 de todo o seu planejamento)! Pra ser um bom fotógrafo profissional, ou seja, oferecer seus serviços, acho q o buraco eh bem mais em baixo! O que eu vejo eh um monte de gente, que faz até fotos bem legais, virar “profissional” mais N fazer bem nada disso, ou nem sequer achar que ele tenha que aprender tanta coisa assim, e de certa forma esculhambar um pouco o mercado! Praticamente todas as profissões envolvem muito tempo de estudo e investimento! O médico, psicólogo, arquiteto, engenheiro e muitos outros profissionais tem que passar uns 4 anos estudando e se preparando e ainda entram no mercado quase sem saber de nada, mais lógico, que com uma noção muito maior do se não tivessem passado por isso! N to defendendo com isso as faculdades (que detesto, pelo menos na rigidez e sistema que atuam hj em dia, tem muita perda de tempo com besteira, de formação sou psicólogo e tenho certeza que todo o curso poderia ser resumido em 1 ano) mais acredito demais no estudo e em informações, seja ela adquirida de que jeito for! Tem 10 anos que estudo fotografia e N paro nunca, hj em dia, no mínimo umas 3 horas por dia gasto me atualizando, mais já passei tranquilamente umas 7h por dia no início! Sou tarado por isso! Faminto por conhecimento, e acho q ele fez uma diferença gigantesca no meu trabalho fazendo eu conseguir criar tudo que eu criei por aqui, com muita dificuldade e tão longe dos grandes centros! Às vezes um iniciante em fotografia pode ficar com medo de entra no negócio vendo eu falar, mais esse meu discurso N eh pra colocar medo e sim pra mostra um norte, se por acaso um dia você quiser fazer a diferença e se destacar! Todo mundo sabe que uns 70% das empresas do Brasil quebram em 2 anos! E pelo menos aqui em minha cidade, Teresina, de uns 300 Fotografos “profissionais” apenas uns 10 vive muito bem só de fotografia! E como N acredito em sorte, acho q o planejamento e conhecimento é que faz a diferença! Então minha dica: como vcs falaram no podcast, acho sim que o caminho de começar como iluminador/assistente, 2 Camera eh sim o melhor caminho! Mais antes disso, e junto com isso, MUITO MAIS MUITO CONHECIMENTO E INVESTIMENTO em planejamento, amor por essa arte (N pensem só em ganhar dinheiro) e dedicação total, ou seja não queriam ser “profissionais” sendo apenas um cara que faz bico!! Além de muita paciência, de dar tempo ao tempo! O mundo N vai se acabe amanhã! Quando eu comecei meu negócio eu já era fotógrafo ah 3 anos (N comecei na arte pra virar profissional e viver disso, entrei por que me apaixonei por ela) eu já tinha muito conhecimento e já tinha fotografado quase todo tipo de coisa, tudo como teste, de manhã de tarde e de noite, macro, estudio (no meu quarto), moda e ensaios ( minhas irmãs), esportes (meus primos jogando pelada), ou seja, eu gostava era de fotografar e não de uma tema específico, e eu criava milhares de situações! Vc não precisa que alguém lhe contrate pra vc tirar uma foto! Quando chegou a chance de um fazer um casamento (que por sinal eu nem procurei), de uma amiga, eu já tinha muita segurança e também já conseguia contornar inúmeras situações! Mais nem cobrei por isso! Fiz mais alguns eventos de amigos de graça ( detalhe eu N estava mais testando se sabia fotografar, eu posso dizer q eu já era muito bom, fiz de graça por que queria dar de presente pra amigos, e não só pra testar ) aí decidi montar meu estúdio pois gostei de ganhar pra faZer a coisa que mais gosto na vida! passei mais um tempo estudando negócios (administração, publicidade, marketing, vendas, mais psicologia, como influenciar pessoas, finanças, desenvolvimento pessoal, afinal o fotógrafo têm que ser um cara legal) aí sim resolvi oferecer meu produto as pessoas e me intitular fotógrafo profissional! Ainda hj estudo tudo isso! Não quero dizer que o cara tem que ter doutorado em tudo isso pra começar, mais ter o mínimo de conhecimento pra criar um plano legal, que lógico vai evoluindo sempre (se por acaso você nunca parar de estudar)! Com tudo isso quero resumir meu pensamento em uma coisa, N existe sorte e nem dom de Deus! Acredito em estudo e planejamento, e acho q esse é o caminho pra começar! Aí no final de tudo isso o cara me diz: mais eu N tenho tempo, eu preciso de dinheiro!!!! Aí eu digo, infelizmente que N tem tempo e precisa logo ganhar dinheiro vira “fotógrafo”! Que tem tempo e ainda N tá morrendo de fome, vai estudar e se profissionalizar em qualquer outra profissão estudando uns 5 anos, gastando no mínimo 500 por mês pagando mensalidade da faculdade ou de outras formas de adquirir conteúdo! Eu acho que os fotógrafos poderiam ser muito mais… Aí você que tá começando decide: eu quero ser uma lanchonetezinha, morrendo pra vender 10 “sandubão” por dia e absorvendo toda a crise do mercado, correndo um sério risco de nem pagar o aluguel e fechar em 2 anos, ou vc ser o MacDonald que com ou sem crise, independência da cidade, do ponto comercial, vende seus 500 a 1000 sanduíches por dia???? Vcs escolhem! Valeu gente!