DSLR ou mirrorless? Se você trabalha com fotografia, deve estar se questionando sobre a possibilidade de trocar seu equipamento por uma câmera sem espelho há algum tempo. Afinal, já há alguns anos elas vêm sendo motivo de queda nas vendas de lentes intercambiáveis das poderosas Nikon e Canon.

Mas você conhece bem as diferenças entre elas e quais as vantagens da câmera mirrorless? Neste post, vamos elucidar algumas das suas dúvidas antes que você se aventure nessa mudança.

O que é câmera mirrorless?

Pode parecer óbvio, mas não custa nada um pouco de conceito, certo? A câmera mirrorless é uma compacta com lentes intercambiáveis. E ser pequena, nesse caso, só é possível por um motivo: ela não tem espelhos na parte mecânica.

As mirrorless também são conhecidas como híbridas, pois são compactas, mas têm os recursos da DSLR.

Como a câmera mirrorless funciona?

O corpinho é enxuto, mas o desempenho da câmera mirrorless é de gente grande. Sem os espelhos, a luz e a imagem chegam de forma direta ao visor. Assim, com o sensor completamente exposto. O único jeito de ver a cena fotografada é por meio do visor LCD.

Nos equipamentos mais modernos, é possível usar o EVF (electronic viewfinder ou visor eletrônico). Eles são feitos de cristal líquido e mostram exatamente a imagem que o sensor está captando.

Por que comprar câmeras mirrorless?

Se você está pensando em comprar uma câmera mirrorless, deve saber que a principal vantagem da mudança é mesmo a redução do tamanho da câmera. Mas este post vai te ajudar a conhecer outros seis pontos positivos sobre elas!

1. Tamanho ― mais leves e bonitas

Comparando com as DSLRs, as novas câmeras mirrorless são extremamente levinhas. Pra quem trabalha como fotógrafo de rua ou em eventos (precisa carregar equipamento por 10 a 12 horas), as câmeras sem espelho dão uma grande ajuda à coluna e à lombar.

Pra você ter ideia, uma lente 35 mm da Canon pesa pelo menos meio quilo, contra os menos de 200 gramas do peso de uma 35 mm da Fuji.

Vários fotógrafos têm optado por elas, para terem um maior conforto físico na hora do trabalho e, assim, conseguirem ser mais criativos.

A questão da beleza é bem pessoal, mas há quem diga que as pequeninas combinam com o estilo hipster dos fotógrafos! Haha! E você, o que acha delas?

2. Qualidade ― jpegs mais bonitos

Por serem câmeras mais novas (modernas), o processamento do arquivo jpeg é bem mais desenvolvido do que o das antigas guerreiras DSLRs.

Dá pra imaginar fotografar um casamento completinho só em jpeg?! Pois é, o Eduardo Vanassi já faz isso com seu conjunto de Fujis! (veja aqui o que ele leva para um casamento).

Outra coisa: além de manter ou até melhorar a qualidade da resolução de uma DSLR, a câmera mirrorless é bastante rápida no gatilho.

Quer mais um motivo? Já falamos aqui do visor eletrônico, o EVF, certo? Pois, para quem gosta de fotografar em preto e branco, por exemplo, ele é muito mais legal: com um simples ajuste, o visor eletrônico fica em P&B, ou seja: você vê exatamente a foto que está tirando.

3. Atualizações ― mais facilidade

As mirrorless têm o diferencial de serem atualizadas com uma imensa facilidade, já que elas não dependem muito de um sistema mecânico para a sua funcionalidade. Tanto as câmeras como as lentes têm essa possibilidade.

Atualizações para estabilização, correção de aberração cromática e pontos de focos são comuns no meio das Fujis. É um ponto bem positivo, né?

4. Crop ― não perde o foco

Pois é, o fator crop pode ser um auxílio e tanto para você! O crop faz com que a lente ― na mesma luminosidade ― tenha uma profundidade de campo maior. Desse modo, fica bem mais fácil conseguir acertar o foco em situações de baixa iluminação.

Para alguns, isso pode ser considerado uma desvantagem, mas, em caso de fotos de eventos e sociais, pode ser uma baita vantagem! Por exemplo, isso torna possível fazer a entrada de uma noiva toda como f/1.2 sem perder o foco em alguma foto!

Além do mais, o crop possibilita que as lentes sejam mais baratas, por serem menores. Consequentemente, gastam-se menos vidros e cristais ― e o preço cai! o///

5. Simplicidade ― funcionamento objetivo

Sem muitas frescuras. A câmera mirrorless, em geral, é feita pra fotografar. Seu menu não é cheio de funcionalidades que um bom fotógrafo dispensa.

Apesar de assustar num primeiro momento, por causa da mudança, ela é simples, com botões e dials amigáveis. As Fujis respeitam ainda mais essa objetividade. Nelas, você vai encontrar apenas o que é importante, como configurações de ISO, fotometria, disparo, tempo de exposição e abertura.

E mais uma baita vantagem: como não há o flipping dos espelhos, as câmeras mirrorless são bem mais silenciosas. Assim, fica mais fácil fazer aquelas fotos mais descontraídas, sem muitos sustos.

6. Fidelidade ― não precisa abaixar a câmera

Provavelmente, esse é o principal ponto para você tomar a decisão de usar uma mirrorless HOJE! O que você vê é o mesmo que a câmera vê, por isso, não precisa ficar clicando e olhando.

Não tem mais espelhos para tirar seus segundos de visão. E essa é uma mudança gigantesca no modo de pensar a fotografia!

Quer saber mais sobre o que achamos da câmera mirrorless? Assista ao vídeo produzido pelo Eduardo Vanassi.

Quer ver alguns arquivos em raw da Fuji X-PRO 2? Clique aqui!

E como elas se comportam com o ISO alto? Clique aqui também!

Está começando na fotografia e não sabe se vai direto pra uma câmera mirrorless ou se começa com uma DSLR? Este material vai te ajudar!

Agora, como somos imparciais, aí vão também os 5 motivos para NÃO comprar câmera mirrorless: Câmera Mirrorless, Não Compre!?

Então, o que você achou de todas as vantagens que apresentamos sobre as câmeras sem espelhos? Conte-nos a sua experiência com uma câmera mirrorless!

E, se você curtiu essa discussão e quer aprender mais sobre fotografia, nos acompanhe no Facebook e no Instagram. Acesse o fotologia.net, o melhor podcast para fotógrafos com conteúdo inteiramente gratuito para você!

Que tal ver o vídeo que o Eduardo fez sobre o tema: