Se você está começando na fotografia profissional, temos certeza que encontrar a fórmula secreta para conseguir seus primeiros clientes, é o que você mais quer. Mas não fique angustiado, existem excelentes dicas para atrair clientes e ajudar você nessa missão.

Contudo, as coisas não caem do céu (bem que, às vezes, gostaríamos). É preciso aquele esforcinho a mais para encontrar boas oportunidades. Calma, nada é impossível! É só seguir as 7 dicas que trouxemos. Dá uma olhada!

1. Conte com um bom material de trabalho

A primeira e mais importante dica: para ser fotógrafo profissional, você precisa ter um bom equipamento. Isso significa uma câmera do tipo Digital Single Lens Reflex (DSLR) e, ao menos, uma lente objetiva.

A lente mais básica, e a que toda câmera inclui, é a 18–55mm. Porém, dependendo do tipo de fotografia que você seguir, é provável que precise de outras lentes, como específicas para macro, paisagens, retratos, etc.

Mesmo que esses acessórios tenham um valor um pouco salgado, pense que é um investimento, ou seja, você irá recuperar, não tenha dúvida. Além disso, melhores equipamentos favorecem resultados mais profissionais, o que pode ajudar a atrair mais clientes.

2. Defina seu estilo

As tendências do mercado fotográfico têm mudado muito. É cada vez mais difícil encontrar fotógrafos de múltiplas especialidades, no entanto, é bastante comum ver profissionais focados em campos específicos.

Uma das razões para que isso aconteça, é a concorrência na área. Mas não se preocupe! Definir um estilo próprio é o que garante que haja espaço para todos nesse mercado.

Ser um fotógrafo de crianças, famílias, produtos, arquitetura e casamentos, não é o mesmo que se apresentar como, apenas, fotógrafo newborn, concorda? Por isso, é muito importante ser seletivo, saber identificar suas habilidades e, principalmente, suas preferências profissionais.

Faça uma reflexão e seja honesto com você mesmo: em que estilo você consegue desenvolver melhor suas destrezas fotográficas? Qual fotografia deixa você mais à vontade e confiante no momento dos cliques? Descubra a resposta para essas perguntas e invista no seu potencial.

3. Crie um portfólio atrativo

Muitos fotógrafos publicam suas imagens em redes sociais, ou até mesmo em sites, mas nem todos sabem organizar um portfólio capaz de chamar a atenção de clientes.

Embora as redes sociais sejam um excelente complemento para subir imagens “extras” ou compartilhar um making off, você não as deve usar como portfólio profissional.

Considere ter um domínio próprio e um design arrojado, de fácil visualização. Ter muitas categorias pode atrapalhar a composição do seu portfólio, prefira ter poucas, assim, você mantém a ordem e a harmonia visual.

Também, procure deixar a usabilidade do seu site de um modo prático. Não insira muitas páginas e funcionalidades, seja objetivo — exponha apenas o seu trabalho.

Se você ainda não possui uma base de clientes para criar seu catálogo, uma boa dica é oferecer sessões aos seus amigos ou conhecidos e, como forma de agradecimento pelo seu tempo concedido, disponibilizar uma amostra dos ensaios no seu portfólio.

4. Tenha um blog

Com o crescimento da competitividade na área da fotografia, nem sempre boas imagens são suficientes, mas há outras formas de encantar as pessoas com o seu trabalho: distribuindo conhecimento.

Um blog permite que você compartilhe seu dia a dia, conselhos, jobs realizados, impressões ou opiniões sobre produtos, técnicas e o que mais você achar apropriado para conquistar seus potenciais consumidores.

Mas não esqueça: a atualização regular de um blog é fundamental. Não crie um se não puder manter uma constância. Caso contrário, tudo terá sido em vão.

5. Seja ativo nas redes sociais

Dissemos que um bom portfólio não deve estar hospedado em uma rede social, mas isso não significa que você precisa ignorar sua existência. Na verdade, muito pelo contrário: tenha compromisso com sua presença nas redes.

Além de ser uma forma de acrescentar valor ao seu portfólio, postar em canais como Facebook, Instagram, Pinterest, entre outros, permite criar relacionamentos e engajar uma audiência. Mas tenha em mente que redes profissionais exigem um cuidado especial — você deve ter uma boa estratégia e um comportamento adequado para cada uma delas.

Se possível, invista em anúncios Ads, as redes possuem esquemas de segmentação bem eficientes para atingir seu público alvo. Por exemplo, se você fotografa casamentos, direcionar anúncios para as noivas da sua cidade pode trazer ótimos resultados.

6. Faça parcerias

Esse é, provavelmente, um dos métodos mais interessantes para quem está começando. As parcerias na fotografia abrem muitas portas e, quando você menos esperar, já contará com uma base de clientes bem consistente.

Criar parcerias significa oferecer seu serviço para pessoas ou empresas do seu nicho fotográfico em troca de uma ajudinha, bem no esquema “uma mão lava a outra”. A ajuda, nesse caso, é a recomendação — ferramenta poderosa no mundo da fotografia.

Seu foco são os ensaios de gestante? Então, procurar lojas de roupas de grávida ou de móveis de bebê pode ser uma boa opção. Ofereça fotos dos produtos e peça para que indiquem você.

E vai uma dica bônus para atrair clientes: se proponha a fotografar organizações sem fins lucrativos ou de caridade. Dessa forma, você estará apoiando uma boa causa e, de quebra, expondo seu trabalho. Esteja sempre disposto a conversar com as pessoas (e carregue com você um cartão de visitas)!

7. Comece com preços atrativos

Quando o assunto é retorno financeiro, o início de uma jornada profissional, independente da área, é dura para todos. Mas não tem outra alternativa, se você está começando, seus valores deverão ser acessíveis ao público.

Não se podem passar os mesmos orçamentos do que fotógrafos que estão no mercado há, por exemplo, 20 anos, não é mesmo?

Apesar disso, nunca deixe de considerar uma margem de lucro, mesmo que mínima, nos seus preços — valorize seu trabalho, não importa em qual parte da jornada você se encontre.

Essas foram as dicas para atrair clientes e ampliar suas oportunidades de negócio. Todas exigem um pequeno empenho da sua parte, não é verdade? Então, o que está esperando? Deixe o receio e desânimo de lado e comece a prospectar clientes! Garantimos que valerá a pena.

Se você gostou desse post e, de alguma forma, ele o encorajou, não deixe de nos seguir no Instagram e Facebook para acompanhar sempre que publiquemos novos conteúdos!