Post de convidado, escrito por https://findtattoo.com.br/ especialmente para o Fotologia. =)

O trabalho de fotografia sempre esteve muito ligado à arte. Afinal, um fotógrafo trabalha com sensibilidade, instinto e visão técnica aguçada. Desse modo, o senso artístico também é uma das prioridades dos profissionais da área de tatuagem. Com personalidade, estilo próprio e muita minúcia, os tatuadores são capazes de imprimir na pele sentimentos, sensações e impressões sobre os mais diversos temas.

Unir os dois talentos pode trazer benefícios a ambos os profissionais. Por isso, neste artigo, você lerá sobre como um portfólio de tatuagem pode, além de elevar o nível do catálogo artístico de um tatuador, ser um instrumento muito útil na profissionalização da carreira dos fotógrafos. Confira!

Por que um portfólio é importante?

Atualmente, é indispensável contar com alguma ferramenta que comprove a sua expertise na área trabalhada. Por essa razão, praticamente todas as profissões utilizam algum tipo de catálogo ou portfólio para agrupar suas principais realizações.

Portfólio de tatuagem: vitrine de talentos

Enquanto o portfólio de um jornalista, por exemplo, é composto de sua série mais célebre de matérias e reportagens, o portfólio de artistas visuais, como os tatuadores, deve ser extremamente bem trabalhado no que tange à qualidade visual.

Por essa razão, os fotógrafos são braços direitos dos tatuadores na hora de elaborar um book de referências, visto que eles são capazes de unir delicadeza, acabamento e qualidade em seu trabalho.

Desse modo, produzir um portfólio de tatuagem é um serviço em que ambos os lados ganham. Afinal, o produto enriquece o trabalho do tatuador, que passa a contar com um mostruário de seu serviço de alta qualidade. Além disso, o fotógrafo pode utilizar o portfólio como parâmetro para novas parcerias, divulgando um material que atesta sua qualidade artística, alto nível de detalhe e que permitiu o uso de técnicas de captação bastante específicas.

Como construir um bom portfólio de tatuagem?

Para construir um portfólio atrativo, impressionante e que se diferencie da maioria, é preciso unir sensibilidade artística a alguns outros fatores, como:

Conheça o segmento e o cliente

Para oferecer um bom trabalho para o cliente, é preciso abrir um canal de diálogo, que começa com o estudo do segmento abordado. Assim como fotógrafos gastronômicos estudam técnicas de food stylingpara realizar seus ensaios, os profissionais que trabalharem com o segmento de tatuagens deverão entender as tendências de marketing voltadas ao ramo de atuação do cliente.

Sendo assim, é importante saber como ele deseja exibir seus trabalhos e se o profissional tatua com um estilo único ou é versátil e atua seguindo várias tendências. Além de acordar detalhes sobre a produção diretamente com o cliente, é interessante que o fotógrafo também seja capaz de sugerir novas ideias.

Isso é possível com base em testes prévios ou estudos de referências do segmento, tanto no âmbito nacional quanto no mundial.

Planeje a parte técnica

A qualidade do material finalizado é de responsabilidade exclusiva do fotógrafo que o produz. Por isso, lembre-se: quanto melhor planejado for o roteiro de fotografias e a composição técnica do ensaio, maiores serão as garantias de um produto final bem-acabado e com impacto positivo.

Por isso, separe um momento para fazer a pré-produção do ensaio:

estude iluminação: locais escuros demais ou com iluminação incandescente fornecem menos claridade e fazem com que as fotografias percam o nível de detalhe;

• encontre a locação ideal para as fotos: não se esqueça de levar em consideração o balanço entre o cenário e o foco das imagens;

• elenque o melhor equipamento para fazer o trabalho: quais as lentes ideais para garantir às fotografias o aspecto imaginado durante a criação do conceito do ensaio? Será necessário algum ajuste artificial na luz?

Além disso, é importante produzir imagens com boa qualidade, uma vez que elas poderão ser utilizadas em diversos tamanhos, formatos e plataformas.

Como dar visibilidade a um portfólio?

É importante acordar com o cliente a concessão do direito de divulgar algumas das imagens em seu portfólio próprio. Dessa forma, as imagens entregues ao tatuador para integrarem seu portfólio passam a ser, também, formas de evidenciar o seu trabalho como fotógrafo.

Aproveite o marketing multiplataforma

Quem busca por referências para contratar um profissional não se limita apenas ao bom e velho boca a boca. Muitas pessoas fazem questão de conhecer a reputação dos fotógrafos comparando as formas de exibição dos trabalhos nas diversas plataformas online.

Portanto, se você quer ser a pessoa ideal para realizar o trabalho buscado, explore o marketing multiplataforma! Quer conhecer algumas formas de exibir seu conteúdo na rede? Então confira abaixo.

Behance, Flickr ou Cargo Collective

Essas são plataformas com modelos pré-estruturados de portfólio. Em geral, Behance e Cargo Collective são muito utilizados por designers, mas também possuem espaço para quem trabalha com fotografia.

Site pessoal

Uma alternativa para divulgar seu portfólio é criar um site para você ou sua marca. Graças às ferramentas cada vez mais didáticas disponíveis na rede, hoje em dia é perfeitamente possível que você mesmo crie um site pessoal com base em modelos disponibilizados por plataformas, como a WordPress.

Redes Sociais

Utilizar as redes sociais como formas de divulgação do portfólio também é uma ótima opção. A dica é saber explorar as funcionalidades de cada plataforma, o que garante a construção de um trabalho de destaque.

No Facebook, por exemplo, a indicação é criar uma página profissional e alimentá-la com álbuns segmentados, de acordo com o estilo do trabalho criado. Uma das funcionalidades bônus do Facebook é a possibilidade de transformar postagens em anúncios, o que potencializa o alcance das publicações e faz com que seu material chegue ainda mais longe.

Já no instagram, cabem registros de micromomentos: trechos de photoshoots, fragmentos de produções que estão por vir e teasers de ensaios, por exemplo. Com essa rede social é possível alcançar público por segmento de acordo com as hashtags utilizadas, além de criar uma rede de contatos (formada por entusiastas, potenciais clientes, fotógrafos de referência e colegas de trabalho) com base em seu estilo fotográfico.

Com o book de fotos em mãos, a montagem do portfólio de tatuagem pode seguir para o próximo estágio. Quer saber como montar um portfólio online para incrementar o seu trabalho? Então leia este artigo e descubra!