“Precisa ser DITO e precisa ser FEITO!”. Esse é um mantra poderoso que pode ajudar a mudar a dinâmica do seu negócio. Serve como base para uma liderança transparente, impactante e que valoriza e dá motivação para fotógrafos de uma equipe de sucesso.

É uma forma de evitar conflitos e resolvê-los de um jeito mais leve, sem que os assuntos difíceis sejam varridos para debaixo do tapete. Para alcançar isso, o ideal é que o líder dessa equipe inspire coragem e confiança, clareza e flexibilidade.

Quer saber mais sobre como promover motivação para fotógrafos e garantir um ambiente de trabalho tranquilo e prazeroso? Continue a leitura, pois selecionamos cinco dicas de ouro para você!

1. Autenticidade

A gente tem a mania de achar que chefe bonzinho é aquele que aceita tudo e que não corrige. Mas, na prática, não é bem assim que funciona.

Falar para as pessoas o que você espera que elas façam é uma dica e tanto para fazer o gerenciamento do seu trabalho correr bem. Lembra do mantra? “Precisa ser dito…”

É preciso ser autêntico, transparente e vestir a camisa daquilo que você prega. Com esses atributos, o líder consegue permitir que a equipe também tenha vez e voz e, assim, a engrenagem se movimenta naturalmente.

2. Sabedoria

Passar adiante conhecimento é uma das grandes provas de sabedoria ― e uma forma de liderança das mais bem-sucedidas. Usar a sua experiência como exemplo é o caminho mais seguro para alcançar motivação para fotógrafos de uma equipe.

É muito mais fácil ser respeitado quando sabemos do que estamos falando, certo? E mais: aqui também cabe questionar aquela dicotomia: chefe bonzinho ou chefe responsável?

Se você é um líder que usa a sabedoria e compartilha conhecimento consegue evitar uma série de conflitos lá na frente. Quer um exemplo? Você está com um freelancer num casamento e ele está usando o seu equipamento. Mas não está cuidando bem dele ― câmera sem lente ou tampa, leds bagunçados, pilhas desorganizadas e por aí vai.

O jeito de resolver isso é conversando com o freela e pedindo para que ele cuide melhor. Pode ser até mesmo que ele não tenha sido “ensinado” como cuidar bem do equipamento.

E voltamos ao mantra que serve de base pra essa nossa conversa: depois que você FALA o que precisa ser DITO, você tem autoridade sobre o assunto e as pessoas vão te respeitar por isso. Mas se você prefere deixar pra lá por ser legalzinho, vai ter uma hora em que a bomba vai estourar e a pessoa reclamada não vai gostar nem um pouquinho de receber a correção.

3. Clareza

Outra coisa que temos o costume de desconsiderar é o óbvio: até ele mesmo precisa ser dito. Sempre que se pressupõe que o outro sabe de algo, surge uma lacuna. Você acha que ele sabe, mas isso não é uma certeza.

Para você ter autoridade sobre algo, é preciso que até mesmo o óbvio seja dito. Por exemplo, é óbvio que a pessoa responsável pela limpeza do estúdio deve varrer o chão numa determinada frequência. Mas se você vê que não tem ocorrido assim, você deve falar. Nunca podemos ficar presumindo que uma hora ou outra as coisas vão se ajustar.

4. Justiça

Não é justo repreender alguém por algo que nem sabe se está fazendo errado (ou sabe que é errado, mas não foi alertado). O chefe bonzinho que tapeia os funcionários dificilmente consegue gerenciar uma equipe com igualdade e justiça.

Enquanto isso, aquele que é responsável com o compromisso de fazer a equipe funcionar bem vai falar o que precisa ser dito e fazer o que precisa ser feito. O que queremos dizer com isso? Que as metas devem ser desenvolvidas com clareza, pois só assim a sua equipe poderá cumpri-las. Afinal, como ter motivação para trabalhar se você nunca conseguir agradar o seu líder?

Ou seja: diga exatamente o que você quer, como quer que a equipe chegue lá e quando isso deve ser feito. Assim, todos podem ficar satisfeitos com o resultado final do trabalho.

5. Empatia

Se algo estiver errado para você, resolva. Não fique reclamando. Quando você fala, as coisas começam a se resolver. Uma conversa simples com o pessoal do vídeo pode melhorar o posicionamento de cada um para aprimorar o resultado.

Um breve diálogo com a cerimonialista resolve questão de estacionamento e etc. Isso sim é uma solução para o problema. Ficar reclamando “dos caras do vídeo” não adianta muita coisa na hora do evento. :/

Outra coisa: quando a equipe vê que o líder resolve os problemas por si, coloca a mão na massa e não fica sempre esperando que o outro encontre a solução, a colaboração acaba surgindo de forma natural.

Vale também para regras: o líder de uma equipe é o primeiro que tem a obrigação de seguir o que exige de seus colaboradores. É assim que se cria empatia e, por consequência, motivação para fotógrafos trabalharem bem em equipe.

Isso cria empatia — os colaboradores vão se identificar com o gestor — e eleva a certeza de que todos estão no mesmo barco, assumindo juntos o desafio de fazer a empresa progredir.

Quando alguma coisa foge daquilo que a gente gosta de trabalhar, reclamar e usar isso como desculpa também não resolve o problema. Meter a mão na massa e fazer é o que ajuda as coisas funcionarem de verdade.

Aí está o outro trecho do nosso mantra: “precisa ser feito”. Você é um chefe responsável com a sua equipe, que sempre fala o que é necessário. Então, se você também fizer o que precisa ser feito, pode ter certeza que o seu negócio está no caminho certo!

Viu uma iluminação ruim?! Desenrola led ou algum flash e coloca a coisa pra funcionar.

Não deixe as coisas para depois, aja logo! Com certeza o resultado vai ser bem melhor. E lembre-se sempre: precisa ser dito, mas também precisa ser feito. Seguindo esse mantra de motivação para fotógrafos garantirá muito mais resultados dentro da sua equipe.

Se você curtiu essa discussão e quer aprender mais sobre fotografia, nos acompanhe no Facebook e no Instagram. Você também pode acessar ao fotologia.net, o melhor podcast para fotógrafos com conteúdo inteiramente gratuito para você!

E para se aprofundar ainda mais sobre o assunto tratado no texto, assista a este vídeo e divirta-se!