COMO EU APRENDI A FOTOGRAFAR?

Na minha carreira, como em qualquer outra, eu tive várias fases. Mas quero compartilhar com você o começo, como foi quando eu aprendi a fotografar.

A história

Eu aprendi a fotografar durante uma situação bem complicada. Nos meus 17 anos, sofri uma fratura exposta na perna esquerda; inclusive, tive que fazer várias operações e passar um bom tempo engessado. Nesse período em que fiquei na cama, aproveitei para jogar Age of Empires e  ler o manual de uma câmera. Como meu pai tinha loja de fotografia, eu consegui que ele me trouxesse o manual da câmera de filme EOS 3000; semelhante a uma T3i, atualmente.

Até então, eu fazia algumas fotos, mas eu não tinha entendido plenamente. Eu sabia coisas básicas como composição e focar, porém sem ser muito apurado. Inicialmente, meu intuito era ler o manual para vender mais câmeras (a loja do meu pai vendia equipamentos). Mas o legal desse manual era que tinha o conceito de abertura, velocidade, ISO e ainda ensinava como fazer foto com água parada, motion e muito mais coisas. Então, eu fiz praticamente um cursinho de fotografia no manual!

Antes, eu fazia foto apenas com a configuração que meu pai dizia; por exemplo “velocidade 1/60, f/5.6 e continua”. Então, quando eu descobri que tinha mais coisas que isso, foi surpreendente! Além disso, descobri que existiam lentes fixas e o porquê de cada coisa.

Também consegui que meu pai pegasse emprestado uma 50mm 1.8, que me fez entender profundidade de campo. A partir disso, comecei a fotografar minha perna, todas as visitas que apareciam e tudo que fosse possível dentro do quarto!

Fase 2

Após essa experiência, eu fiquei muito empolgado com a fotografia. Li mais livros de fotografia e aprendi muita coisa que me despertou para um trabalho autoral.

Depois, um novo ciclo começou. Eu peguei o jeito do negócio e comecei a fotografar tudo como primeiro câmera.  

Fase 3

Após essa fase, comecei a frequentar workshops, o que representou um novo ciclo de renovação para mim. Mesmo os professores sabendo a mesma coisa que eu na parte técnica, eles tinham algo diferente e foi isso que eu busquei. Foi nesse momento, eu entendi o que era a curva de aprendizado. Eu até poderia aprender a fazer aquelas fotos incríveis e diferentes sozinho, mas ia demorar muito tempo. Então, os workshops fizeram com que a minha curva de aprendizado fosse muito menor. Eu não podia ver um workshop diferente que eu precisa participar e aprender mais.

Em paralelo a isso, eu comecei a me dedicar mais a venda. Já que eu só teria dinheiro para pagar os workshops e equipamentos se estivesse vendendo.

Eu comecei a fotografar praticando e lendo todo material que tinha ao meu alcance. Hoje se tem conteúdo muito completo no Youtube, blogs e em manuais, basta se dedicar. Entretanto, eu considero que o grande segredo é ir ver como faz o fotógrafo que você admira. Isso diminui em anos o que você demoraria a aprender sozinho!

Mais uma dica para workshops: leve papel e caneta, faça muitas perguntas e questione tudo o que o fotógrafo fizer. Deixe para fotografar depois do workshop, marque um ensaio na semana seguinte e teste tudo.

Enfim, esse foi o modo que eu aprendi a fotografar e creio que é o caminho mais fácil para você seguir 😀

_______________________

Se você curtiu essa discussão e quer aprender mais sobre fotografia, nos acompanhe nas redes sociais e navegue no nosso site. Esse é o melhor podcast para fotógrafos e com conteúdo inteiramente gratuito para você!

Facebook | Instagram | Twitter

vídeo sobre o assunto:

//www.fotologia.net" frameborder="0" allow="accelerometer; autoplay; encrypted-media; gyroscope; picture-in-picture" allowfullscreen>

Assine: iTunes | Android | RSS

Compartilhe isso:

Envie o seu comentário

Últimos Podcasts