Roube como um artista - Review

– “Não consigo achar meu estilo”;

– “Parece que tudo já foi feito”;

– “Será que eu não estou sendo a cópia de alguém”.

Já se perguntou alguma dessas afirmações? Ou algo parecido? Então, essa dica vai te ajudar!

O livro que estamos falando hoje é o Roube Como um Artista, de Austin Kleon. Um livro simples, mas que fala muita coisa importante!

Roube Como um Artista não é um livro complexo que te dá uma metodologia para solucionar essas questões que falamos antes. Mas é possível encontrar várias chaves para encontrar essas soluções.

Cinco passos para resolver os problemas

1 – Encontre suas referências

Encontre os fotógrafos que você admira, não precisa saber o motivo agora, descubra as suas referências e conheça tudo sobre essas pessoas! Busque conhecer os estilos, o que fazem, como que vivem e, o mais importante, descubra o que inspira esses caras. Isso mesmo que você leu. Manda uma mensagem perguntando o que cada um está lendo, o que gosta de ver e as referências deles, pelo menos para três fotógrafos.

Assim, busca três referências tuas, 3 referências das tuas referências e por aí vai! Monta tua árvore de inspirações.

Obs: essas referências podem mudar ao longo da tua carreira, não te preocupa. Afinal, todo artista se inspira em alguém ao longo da carreira.

2 – Faça um arquivo dos seus furtos

Achou as referências?! Vai olhando as fotos dos cara e furtando aquelas que gosta, vai separando um pouco de tudo do que te interessa e monta tudo numa pastinha.

Segue uma dica especial dos irmãos Vanassi: faz também uma pasta de tudo o que tu não gostas, pode ser até mesmo dessa sua árvore de referências. Ou seja, arquivo de furtos e de lixo e não deixe de alimentar essa pesquisa.

3 – Conecte os pontos

Comece a mesclar essas informações – o que você gosta e não gosta.

Misture a luz de um com a composição do outro e as cores de outro. Teste. Misture. Faça seus contrapontos. Depois é só ligar os pontos e fazer tua obra única!

4 – Revisite seus arquivos

Defina uma periodicidade de quanto tempo levará para ver os arquivos de roubo e de lixo, monte um cronograma para estar sempre se alimentando disso. Por exemplo, a cada 30 dias. É impressionante as mudanças que vão acontecer e, de acordo com elas, faça uma nova pasta. Desse modo, você pode ficar monitorando a mudança e evolução do seu estilo!

5 – Revisite as suas referências

E encontre novas referências. Nunca deixe de buscar novas referências, sempre acrescente ao que você já tinha. Como esse processo é de mudança constante, pode acontecer de um cara que era super referência um ano atrás, não ser mais.

Outro assunto bacana abordado no livro é a procrastinação criativa, que é se dar tempo para processar todas as informações absorvidas. E é dentro desse tempo de procrastinar que você vai entender os seus motivos de gostar de algo e montar seu estilo.

O que achamos do livro Roube Como um Artista?!

“Não espere o seu estilo para começar a sua jornada. Descubra quem você é e o que você gosta durante o processo.”

Como sempre falamos por aqui, FEITO É MELHOR QUE PERFEITO!

Deixe de se martirizar por aquelas dúvidas ou por não conseguir ganhar muitos prêmios. Relaxa e aproveita essa jornada, é assim que a fotografia faz sentido. E esse livro simples pode te ajudar bastante a descobrir quem você é.

Olha só esse material extra com 10 séries que todo fotógrafo deveria assistir: acesse aqui.

_______________________

Se você curtiu essa discussão e quer aprender mais sobre fotografia, nos acompanhe nas redes sociais e acesse ao fotologia.net, o melhor podcast para fotógrafos com conteúdo inteiramente gratuito para você!

fb.com/fotologiacast
Twitter.com/fotologiacast
fotologia.net

Assine: iTunes | Android | RSS

Compartilhe isso:

Envie o seu comentário

Comentários (2)

  • Montador de móveis SJC

    10 abril 2019 às 18:03

    Bem explicado, parabéns.

    Responder

Últimos Podcasts